quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Se fosse possível...

"Se pelo menos fosse possível dormir. Ou ler. Ou desenhar palavras que explicassem. Se não tivesse algum sentido, se os sentidos enfim se comportarem. Os traços flutuam nas paisagens, virtuais, involuntários, flutuam até nos olhos fechados, estranho modo de enxergar. (...)"

Desconheço o autor. 

Nenhum comentário: